Rua Pernambuco Quadra 51 Lote 15 Chácara Carolina, Setor de Chácaras Marajoara                                          Jardim Ingá Luziânia Goiás.                                                                                              Contato: (61) 98647-7791

       A Comunidade terapêutica Cristo teve suas atividades iniciadas em 06 de dezembro de 2016, com o objetivo de trabalhar no auxilio a outras comunidades terapêuticas no que tange ao serviço de triagem de dependentes químicos.

     Nossa maior preocupação é auxiliar as comunidades coirmãs e assim colaborar para que o interno seja admitido dentro dos parâmetros clínicos e laboratoriais evitando assim os sofrimento abstêmicos que levam inevitavelmente às desistências precoces.

     Importante salientar que todas as comunidade interessadas em nosso serviço de triagem deverá obedecer em suas instituições os critérios estabelecidos em nosso regimento interno, para que assim o recuperando ao ser transferido para a comunidade posterior não venha a estranhas as rotinas estabelecidas.

      Apesar de nossos princípios católicos não fazemos acepção quanto à religião de nossos futuros internos, pois nossa triagem visa a preparação dos mesmos para assim ser encaminhado às mais diversas comunidades sejam elas católicas, evangélicas, espíritas etc.

     Nossa pedagogia de trabalho é a de Jesus libertador, porem contamos com o apoio voluntário de diversos profissionais que nos auxiliam no processo de admissão, dentre estes profissionais médicos, psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais além de laboratórios que a baixo custos nos fornecem hemogramas completos incluindo teste soro positivo.

      Contamos ainda com a pré triagem desenvolvida pelas Pastorais da Sobriedade sendo 21 grupos de auto ajuda na Arquidiocese de Brasília e 14 na Diocese de Luziânia podendo estes serem acessados no link ao lado: www.pastoraldasobriedade.com .

      São exigências para a internação:

    1 - O Adicto tenha frequentado no mínimo três reuniões da pastoral da sobriedade;

    2 - Seja voluntário a passar pelo processo de internação de 9 meses;

    3 - Apresentação de relatório médico que solicite a necessidade de internação;

    4 - Realização de exames laboratoriais incluindo teste de soro positivo;

    5 - Caso esteja tomando medicamentos estes deveram esta acompanhado de receitário;

    6 - Visita apenas dos familiares que frequentarem as reuniões da Pastoral da Sobriedade;

    7 - Se fumante não fumar durante o período de internação;